ESPERANÇA

O EXEMPLO DE JEREMIAS

 

POR SARAH CATARINO


 

Gostaria de deixar-te com uma palavra de esperança.

 

 

 

Fui buscá-la à bíblia, o livro de Deus, em lamentações de Jeremias, capítulo 3.

 

O profeta estava preso, confinado a um lugar muito pequeno, onde mal podia mover-se. Este tipo de prisão era parte de uma das torturas que os assírios infligiam aos seus prisioneiros. Esse confinamento era tão terrível, que Jeremias sentia aquele isolamento como se a sua oração também estivesse presa e Deus não o ouvisse mais. E nessas condições tão extremas, quase que perdeu a esperança.

 

 

 

Temos estado isolados, restringidos, fechados, longe dos que amamos, há tanto tempo, que haverá momentos em que perdemos a esperança de que as coisas, um dia, voltarão ao normal. Mas será bom aprender com o profeta Jeremias (Já agora, a nossa prisão é muito menos violenta do que a dele e trazer) e trazer de volta a esperança.

 

Ele começou a lembrar as misericórdias do Senhor, graças que não tinham fim. E lembrou que no passado, cada dia em que acordava, Deus estava lá para ele e agora não seria diferente.

 

 

 

Alguém disse que a esperança não olha para o futuro, mas para o passado. Pois é, o Deus que fez no passado, que nos guardou noutras alturas, que protegeu noutras situações, que curou outras doenças, que concedeu paz noutras lutas, que limpou as nossas lágrimas noutras tragédias, pode e quer fazê-lo outra vez.

 

A Sua fidelidade é sem limites. Se Ele foi fiel ontem, Ele será fiel hoje e amanhã.

 

 

 

Um dia destes, o vírus vai passar, o isolamento vai acabar, Deus vai providenciar trabalho e provisão. A expectativa da esperança não é ruidosa, mas silenciosa.

 

 

 

Eu quero terminar com as palavras do profeta:

 

“A minha porção é o Senhor, portanto, esperarei nele.”

 

 

 

Porque não conversamos hoje com a nossa alma e não lhe dizemos mesmo isto?

 

 

 

Um 2021 cheio de esperança.

 


Write a comment

Comments: 0

 

 

CONTACTOS

NACIONAL e LISBOA - Júnia Barbosa - 914702199 - info@familylife.pt

PORTO - Miriam Pego - 936114343 - porto@familylie.pt